Projetos ambientais na ONG Verde Vida - Chapecó - SC


Descrição

Transmitir informações e experiências, além de auxiliar em ações socioambientais e econômicas é o objetivo da parceria entre o SOS Sustentar e o Programa Verde Vida, de Chapecó. A ONG chapecoense atende jovens carentes, na faixa etária de 12 a 17 anos, em oficinas e atividades que auxiliam na entrada no mercado de trabalho. A equipe técnica do SOS Sustentar, de forma gratuita, prestará capacitação e treinamento técnico para os projetos de compostagem, horta comunitária e reciclagem de óleo vegetal.


Objetivo

Conscientizar e capacitar os jovens participantes das oficinas da ONG Verde Vida para práticas sustentáveis dentro dos projetos atendidos. Além disso, busca-se aproximar a família dos participantes no envolvimento das ações.


Ações

O primeiro passo é a capacitação e orientação com a equipe técnica e com os adolescentes. Após, serão realizadas ações que possibilitem expor na prática os ensinamentos adquiridos e executar os projetos em andamento, o que irá contar com a participação ativa dos jovens e seus familiares é o da horta comunitária.


Resultados

Este projeto está sendo realizado focado na importância socioeducativa, econômica, ambiental e de saúde pública. Isso porque, todos os projetos buscam a conscientização das pessoas sobre o cuidado com o meio ambiente e, em específico, a horta comunitária busca-se produzir alimentos saudáveis, sem o uso de agrotóxicos, para alimentar colaboradores, adolescentes, jovens e familiares em período integral, e ainda com objetivo de venda da sobra da produção.


Números do Projeto

Local: Chapecó - SC

36

Parceria gratuita

Ações com monitoramento periódico

Acompanhamentos

Acompanhamento de Assistência Técnica II

19/12/2016

A ONG Verde Vida é uma instituição que capacita e orienta adolescentes e jovens em situação de vulnerabilidade social através de oficinas socioeducativas, de convivência educativa e educadora, com a prática de atividades lúdicas, de formação pessoal, de reforço escolar e de integração ao mercado de trabalho. Ao longo do segundo ano de trabalho voluntário, a equipe técnica contribuiu no processo de realização dos três projetos: horta comunitária, compostagem e reciclagem de óleo de cozinha.

Dos três projetos, os dois primeiros avançaram significativamente, onde a horta foi inaugurada no dia 08 de dezembro de 2016. Neste espaço, serão produzidas 11 espécies de hortaliças que serão comercializadas no local e nos supermercados da cidade. As embalagens também possuirão o selo SOS Sustentar como Produto com Responsabilidade Socioambiental.

Em relação à compostagem, a finalização do processo e suas ações assertivas foram realizadas pelo técnico Eliandro Comin, parceiro do Programa SOS Sustentar e produtor beneficiado com o projeto Organização da Produção Orgânica de Alimentos de Águas Frias. Eliandro também contribui intensamente nas etapas de melhoramento do solo e plantio das hortaliças na horta comunitária. Todas as etapas deste projeto contaram com a participação técnica da empresa que buscou repassar sua expertise nas ações e o resultado foi fantástico. Ainda, ao longo do ano, foi realizada uma palestra sobre o tema “Sustentabilidade” aos participantes das oficinas buscando reforçar a adoção de práticas sustentáveis no dia a dia que contribuam com a sociedade e, principalmente, com o planeta.

Em relação aos dois projetos, a equipe de criação do SOS Sustentar, está desenvolvendo toda a identidade visual dos materiais de divulgação e comercialização dos produtos. O projeto de reciclagem de óleo de cozinha, em 2017, será acentuado com atividades de conscientização sobre a importância da reciclagem.

Acompanhamento de Assistência Técnica I

01/12/2015

A parceria firmada com a ONG Verde Vida através da assinatura do Termo de Cooperação Técnica, em março de 2015, já rende resultados positivos a entidade na execução dos projetos de reciclagem de óleo de cozinha, compostagem e horta comunitária.

A primeira ação foi conhecer o local, os adolescentes e as oficinas realizadas e, após, realizou vistoria na área onde será implantada a horta comunitária para analise de solo. Com a analise em mãos é possível traçar as estratégias para o andamento das atividades da horta, bem como o que será necessário desenvolver ao longo deste processo.

Já no mês de julho, a usina de reciclagem de óleo residual de cozinha foi inaugurada com a presença das entidades parceiras. No mesmo evento foi apresentada a técnica de compostagem que está sendo desenvolvida, através de um processo aeróbio controlado, desenvolvido por uma população diversificada de microrganismos, efetuada em duas fases distintas. A compostagem ocorre de forma natural no ambiente sendo a degradação de matéria orgânica, um processo que é altamente eficiente, evita a proliferação de insetos e odores desagradáveis. Para a nutrição de plantas, é o melhor e mais equilibrado adubo, evitando e minimizando a suscetibilidade das plantas às doenças e ataque de pragas.

Com os primeiros testes realizados, no último trimestre do ano, foi possível a transformação da compostagem em adubo orgânico. Este produto será utilizado no plantio das verduras na horta comunitária que iniciou o desenvolvimento dos projetos no fim de 2015. 

Compartilhe nas redes sociais