Projeto Organização da Produção Leiteira - Bocaina do Sul /SC


Descrição

A informação é a principal característica para o sucesso. Seguindo esta lógica, no campo ela é crucial, pois possibilita ao agricultor a transformação de sua atividade para o viés sustentável. Em Bocaina do Sul, na Serra Catarinense, uma propriedade gerenciada por um jovem, percebeu que utilizando agroecologia sua produção e renda aumentam, além de estar contribuindo com o meio ambiente, sem o uso de agroquímicos.

O valor do projeto é estimado em relação ao seu cronograma e pelo atendimento à família participante, sendo revisado anualmente.


Objetivo

Promover a permanência das famílias no campo, com geração de renda e emprego através das capacitações, orientações e assistência técnica mensal.


Ações

A família passou por capacitações e orientações mensais o que possibilita aumento na produtividade e na eficiência no manejo com os animais. Além disso, as ações buscam estreitar os laços de cooperação familiar, através de uma produção agroecológica, na promoção da sustentabilidade social, econômica e ambiental.


Resultados

Os resultados esperados são um incremento na produção, valorização e aumento da autoestima da família com um trabalho mais sustentável, com menos horas trabalhadas e, por fim, com mais ações de preservação ambiental, visto que a propriedade possui grande quantidade de água.


Números do Projeto

Local: Bocaina do Sul /SC

Famílias beneficiadas: 03

Acompanhamentos

Monitoramento I

15/12/2016

O conhecimento no campo possibilita à expansão da renda e de melhores condições de vida a família. O projeto que iniciou em 2015 já mostra sua força no final de 2016. No primeiro ano da atividade, a propriedade passou por uma transição, deixando o modelo tradicional de manejo de lado e adotando práticas sustentáveis que, além de melhorar a renda da família, também protege o meio ambiente.

Na metade de maio de 2015, a produção mensal era de 3.475 litros de leite/mês com 14 vacas em lactação em uma média de 8,27 litros de leite vaca dia. No final de 2016, a produção aumentou para 20.988 litros de leite por mês com 33 vacas em lactação e uma média de 21,2 litros de leite vaca dia. Ou seja, um aumento de 603,97% na produção mensal e de 256,34% na média de produção por vaca dia.

Estes números por si só são fantásticos e demonstram a viabilidade de investir na assistência técnica para jovens agricultores, reforçando as ações de preservação ambiental consolidando a produção sustentável. A meta destes jovens irmãos para o ano de 2017 é chegar a mil litros de leite por dia.

O investimento para execução deste projeto é de R$ 56.967,65 para duração de 48 meses.

Compartilhe nas redes sociais