São João do Oeste - Controle biológico com eficiência

Com o objetivo de orientar os agricultores catarinenses sobre os cuidados com as lavouras e pastagens, o Programa SOS Sustentar promoveu neste mês de agosto, um ciclo de palestras sobre a prevenção e controle biológico de lagartas e cigarrinhas em pastagens, envolvendo agricultores de diversos municípios da região do Extremo Oeste, orientando-os sobre as técnicas naturais de controle de pragas. Em São João do Oeste o evento ocorreu na última quarta-feira (13/08), tendo como local o Centro Pastoral, reunindo centenas de agricultores.

De acordo com a equipe técnica do Programa SOS Sustentar, esse é o momento de monitorar as pastagens, evitando ataques, como ocorreram nos primeiros meses deste ano. Para o engenheiro agrônomo Sergio Bento, os produtores tem que concentrar todos os esforços para monitorar bem a lavoura. “O que o agricultor tem que fazer para conter os problemas ocasionados neste ano é monitorar as pastagens para que ele identifique o ataque no início, e ai sim, escolher o melhor momento de controlar. Ele tem que saber também um pouco da vida e biologia do inseto praga e como ela se multiplica”, orienta o agrônomo.

O controle de pragas na agricultura, normalmente é feito por meio de agrotóxicos, que também acabam com os organismos benéficos, contaminando o solo e a água. Além disso, fazem com que as pragas adquiram resistência, exigindo doses mais altas ou produtos mais tóxicos. A opção eficiente, sem dúvidas, é o controle biológico. “O seminário é uma ação de extensão rural que tem o objetivo de difundir a tecnologia do controle biológico e suas vantagens. Com isso ele tem um controle eficaz das pragas”, concluiu.

As vantagens do uso do controle biológico sobre o químico são: a redução de exposição do produtor e sua família e do consumidor ao agrotóxico; a ausência de resíduos nos alimentos; o baixíssimo risco de poluição ambiental; ausência de período de carência, redução dos custos de produção e apreciação pelo público que demanda produtos livres de agrotóxicos. O controle biológico é um fenômeno natural e consiste na regulação da população de pragas por inimigos naturais.

Conclusão

O especialista em pecuária leiteira da Epagri, extensionista Valmir Kretschmer, garante que o primeiro passo foi dado ainda em abril, logo depois da confirmação dos ataques ocorridas nas pastagens do Extremo Oeste Catarinense. “Estes seminários com certeza atenderam as expectativas. Tudo começou em abril e agora com estes novos seminários ampliam-se as informações. Agora aumentaram as capacitações e os participantes com certeza vão continuar buscando orientações e contatando as equipes, tanto dos profissionais da Epagri, bem como do Programa SOS Sustentar, sindicatos e secretarias municipais de agricultura”, completou Kretschmer.

Compartilhe nas redes sociais